200 MILHÕES DE MULHERES SOFREM DE ENDOMETRIOSE NO MUNDO #JUNTASEMUMASÓVOZ

A AMO Acalentar - Associação Ministério Nacional e Universal de Endometriose, Infertilidade e Dor Crônica do Brasil promove o ensino, a pesquisa e a assistência à mulher portadora de endometriose, infertilidade e dor crônica.

Não é normal sentir muita dor quando menstruamos. Não é normal que essa dor a impede de ir à escola, trabalhar ou qualquer outra atividade. Dor acima do normal é um sinal de que é hora de procurar ajuda médica.


A endometriose é uma doença de difícil diagnóstico. Muitas mulheres recebem seu diagnóstico após 10 anos de início dos sintomas.


Entretanto, sabemos que um diagnóstico precoce permite um tratamento mais certeiro, reduzindo a gravidade da doença e promovendo qualidade de vida.


Mas isso não é o que acontece.

Por que muitas mulheres com Endometriose passam a ter “TRAUMA” das consultas e plantões médicos?

Provavelmente porque foram vítimas do chamadoGaslighting Médico”, termo que significa Manipulação, usado para definir comportamentos de desconsideração, distorção dos fatos, desvalorização e menosprezo pelos sintomas que a mulher apresenta quando busca o atendimento médico.

O posicionamento da paciente é visto pelo profissional da saúde como exagero, estresse, transtorno emocional ou loucura. Quando o médico atribui seus problemas de saúde física à sua saúde mental, excesso de peso ou falta de cuidados pessoais. Essas condutas além de atrasarem o diagnóstico verdadeiro, podem ocasionar em sequelas físicas quando a doença não é tratada de forma correta.

LIVES TODA QUINTA-FEIRA ÀS 20H NO YOUTUBE E NO FACEBOOK/endometriosemulher

Continuem mandando suas histórias de vida com a endometriose e ou adenomiose, vamos juntas mostrar ao mundo a importância da vida da mulher.

A AMO Acalentar colabora com o Pacto Global da ONU!